quinta-feira, 4 de fevereiro de 2016

"Incêndio na Cinemateca Brasileira e a história do Integralismo nos cinemas"

O início do mês de fevereiro ficou marcado pelo incêndio que atingiu um galpão da Cinemateca Brasileira, localizada na Vila Clementino - SP. Segundo noticiado pela imprensa parte do acervo foi comprometido, atingindo a câmara 3 do depósito de nitrato, local destinado ao armazenamento das matrizes originais das produções audiovisuais, produzidas durante as décadas de 1920 e 1930.

Ocorre que a Cinemateca Brasileira, criada em 1946, é responsável por resguardar a memória do cinema nacional, contendo entre os seus negativos películas produzidas pela Acção Integralista Brasileira - AIB (1932-1937), como documentários de curta-metragem de diferentes congressos pelo país produzidos pelo cineasta João Baptista Groff e produções da Sigma Filmes, organizada pela produtora Fritz Rummert Jr.

Infelizmente a Cinemateca Brasileira ainda não se pronunciou sobre as obras afetadas, entretanto, segundo algumas notícias veiculadas na impressa demonstram que o acervo se encontrava na sua totalidade digitalizado, sendo salvo para as gerações futuras o conteúdo do acervo.

Sobre o papel do cinema na história da Ação Integralista Brasileira, acesse:
http://historia-do-prp.blogspot.com.br/2014/03/filme-inedito-sobre-historia-da-accao.html


Acima imagem do incêndio na Cinemateca Brasileira, localizada na Vila Clementino - SP (Fonte: Portal Globo).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado.