segunda-feira, 14 de janeiro de 2013

“Espiões Ingleses produzem carta ligando Integralismo ao Fascismo e Nazismo”



Acima imagem da capa do livro intitulado O Brasil na mira de Hitler, a história do afundamento de 34 navios brasileiros pelos nazistas

Iniciando a exposição sobre livros lidos durante as férias de dezembro, presenteados no Natal, por amigos e colaboradores do blog Populista, começo com o título “O Brasil na mira de Hitler, a história do afundamento de 34 navios brasileiros pelos nazistas”, de autoria do jornalista e publicitário Roberto Sander, publicada pela editora Objetiva, em 2011.

Trata-se de uma excelente obra, com uma narrativa jornalista, que traz detalhadamente as atrocidades praticadas pela Itália e Alemanha nas águas do Oceano Atlântico, através das operações dos seus U-Boats, durante a Segunda Guerra Mundial. Estas ações foram responsáveis pelo torpedeamento de 34 embarcações brasileiras, levando a morte de 1.081 pessoas, em sua maioria civis, acarretando em uma grande comoção nacional e a entrada do Brasil na guerra.

Adentrando em suas 318 páginas os pesquisadores e curiosos sobre Integralismo poderão encontrar algo inusitado, trata-se da citação de uma carta falsa, escrita em italiano, produzida pela inteligência Inglesa, que possuía o objetivo de desacreditar a empresa Linhas Aéreas Transcontinental Italianas – Lati, notoriamente conhecida por ser utilizada como fachada para ações de espiões do Eixo, baseados na antiga capital federal. Nesta carta escrita com termos pejorativos ao povo brasileiro, com a clara intenção de despertar o ódio entre as autoridades policiais, associa claramente o Nazismo e Fascismo com o Integralismo, chamando inclusive os camisas-verdes de amigos.

Infelizmente o livro não traz a imagem fac simile do documento, o conhecimento público desta carta é fundamental, já que durante a existência do Partido de Representação Popular – PRP (1945-1965), os antigos dirigentes da Acção Integralista Brasileira (1932-1937) – AIB, presentes na legenda, negaram publicamente diversas vezes que o movimento tenha colaborado de alguma forma com os países do Eixo.

Abaixo transcrevo os dois trechos da referida carta (SANDER, Roberto. O Brasil na mira de Hitler, a história do afundamento de navios brasileiros pelos nazistas. Rio de Janeiro: Objetiva, 2011, página 121).

“Não pode haver dúvida de que o gordinho (Vargas) está caindo nas mãos dos americanos, e que somente uma intervenção violente por parte dos nossos amigos (camisas) verdes pode salvar a situação. Nossos colaboradores em Berlim resolveram que tal intervenção deve ocorrer o mais cedo possível.” “E se é verdade – como você corretamente afirmou – que os brasileiros são uma nação de macacos, não é necessário dizer que são macacos dispostos a servir a quem tiver as rédeas nas mão.”


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Obrigado.